quarta-feira, 10 de maio de 2017

IMPUREZA SEXUAL ENTRE JOVENS CRISTÃOS. DE QUEM É A CULPA?

Meus amados o nosso tema de hoje parece sugerir a necessidade que lancemos um olhar duramente crítico que não apenas diagnostique a problemática da impureza sexual entre jovens cristãos nos nossos dias, como também que apontemos de forma corajosa os culpados por este quadro tão lastimável.

Eu li e ouvi algumas considerações muito positivas propostas pelos irmãos e que seguiram nessa direção. Talvez não seja, portanto, necessário que eu traga uma colaboração demasiada para aquilo que de forma competente já foi colocado. É por essa razão que me coloquei na presença de Deus e pedi uma direção naquilo que me parece ainda mais importante, que é trazer um recado claro á nossa juventude sobre este assunto, visando assim ajuda-los a fugir da impureza e encontrar vitória no estilo de vida puro e santificado. Os culpados, eu deixo com Deus. É Ele quem os julgará.

Como o sexo está muito disponível a todos, as pessoas não estão se casando mais! Algumas têm sua vida sexual normal e se livram dos (supostos) 'inconvenientes' do casamento. Muitos solteiros e jovens cristãos estão em pecado, por que tem sua vida sexual ativa, mas não estão casados; outros vivem juntos sem o compromisso diante da igreja e da sociedade, e permanecem assim - que seja eterno enquanto dure – uma filosofia humanista, secular, mundana.

Eu percebo que existe muita gente boa por aí, mas em pecado, e assim impedindo que sua espiritualidade cresça e as bênçãos de Deus venham sobre sua vida.

Mas existe um princípio fisiológico e psíquico envolvido em todo esse estilo de vida cristão, ou que se reserva para não ter relações sexuais fora do casamento. Em I Coríntios 6:18 lemos –  “Fujam da imoralidade sexual! Qualquer outro pecado que alguém comete não afeta o corpo, mas a pessoa que comete imoralidade sexual peca contra o seu próprio corpo.”
O que afetaria o corpo em um uma relação sexual fora do casamento? Como pecaríamos contra nosso próprio corpo? Entramos aqui em um assunto que é tabu ou um assunto que não se discute por normas rígidas – a virgindade. Discutir virgindade em uma sociedade machista e erotizada como a nossa é motivo de piada, mas isso sob a ótica do cristão é um dever! Mas é sobre isso que eu gostaria de conversarmos um pouco a seguir.
“O casamento deve ser honrado (venerado = muito respeitado) por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais (PORNEIA) e os adúlteros.” (Hebreus 13.4)

O sexo torna-se pecado quando há adultério (do dicionário: união sexual entre pessoas já ligadas a outrem pelo vínculo matrimonial) ou imoralidade (do grego PORNEIA). Parte da Bíblia foi escrita no grego e a palavra PORNEIA, em destaque no versículo anterior, aparece várias vezes. PORNEIA significa relação sexual entre pessoas solteiras, falsa união sexual. Essa palavra grega deu origem às palavras pornografia e pornô, em português. Quando a Bíblia foi traduzida, a palavra PORNEIA foi substituída por fornicação, imoralidade sexual, impureza, relações sexuais ilícitas. Assim, todas as vezes que no original grego aparecer a palavra PORNEIA, vou destacá-la para você. Ilícito, no dicionário, quer dizer ilegal ou impróprio. Hoje, a sociedade considera legais algumas práticas que Deus condena. É comum ouvirmos: “A preferência sexual é uma questão particular; nós temos que reconhecer essa preferência, aprendendo a respeitar as diferenças de cada um.” Isso implica que os valores morais dependem agora da vontade de cada um. “Se for bom para você, se lhe faz feliz, tudo bem, não é ilegal, impróprio ou ilícito”. Esse pensamento vai contra a Palavra de Deus e traz dúvida ao nosso coração de maneira sutil: “Será que os mandamentos do Senhor realmente sabem o que é melhor para mim?”. Essa é a estratégia de Satanás, lançar dúvida à Palavra de Deus.
Quando uma pessoa aprende o princípio de Deus para o sexo (apenas dentro do casamento) e possui dúvidas sobre segui-lo ou não, percebemos a estratégia de Satanás sobre essa pessoa. Se ela faz a opção de não seguir o princípio de Deus, percebemos que está obedecendo a Satanás, porque está seguindo um princípio contrário à moral cristã. Contudo, quando uma pessoa aceita a Palavra de Deus, está escolhendo de livre e espontânea vontade, obedecer a Deus e não a Satanás! Esse era o objetivo inicial de Deus quando criou o homem e o colocou no jardim: ter um relacionamento com o homem pautado na obediência à sua Palavra, mas por escolha livre e espontânea (livre-arbítrio). Assim, quando você é salvo por Jesus (que pagou o preço da sua morte) e escolhe seguir os mandamentos de Deus, você não mais morrerá e retornará ao objetivo inicial pelo qual foi criado!
Na Bíblia há vários textos  que mostram o pecado do sexo antes do casamento, descritos pela palavra grega PORNEIA. Vejamos alguns exemplos.
“Quanto ao mais irmãos, já os instruímos acerca de como viver a fim de agradar a Deus e, de fato, assim vocês estão procedendo. Agora lhes pedimos e exortamos no Senhor Jesus que cresçam nisso cada vez mais. Pois vocês conhecem os mandamentos que lhes demos pela autoridade do Senhor Jesus. A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual (PORNEIA). Cada um saiba controlar o seu próprio corpo de maneira santa e honrosa, não dominado pela paixão de desejos desenfreados, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas essas práticas, como já lhes dissemos e asseguramos. Porque Deus não nos chamou para impureza (PORNEIA), mas para a santidade. Portanto, aquele que rejeita essas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus, que lhes dá o seu Espírito Santo.” (1 Tessalonicenses 4.1-8)
“O corpo, porém, não é para a imoralidade (PORNEIA), mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.” (1 Coríntios 6.13) “Fujam da imoralidade sexual (PORNEIA). Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” (1 Coríntios 6.18-20)

 “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais (PORNEIA), nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6.9-10)

 “Não pratiquemos imoralidade (PORNEIA), como alguns deles fizeram – e num só dia morreram vinte e três mil.” (1 Coríntios 10.8)

Por isso digo: Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da Lei (do pecado). Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual (PORNEIA), impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus”. (Gálatas 5.16-21)

“Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados, e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus. Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual (PORNEIA) como também de nenhuma espécie de impureza e de cobiça; pois essas coisas não são próprias para os santos. Não haja obscenidade, nem conversas tolas, nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ações de graças. Porque vocês podem estar certos disto: nenhum imoral (PORNEIA), ou impuro, ou ganancioso, que é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem (praticam) na desobediência. Portanto, não participem com eles dessas coisas.” (Efésios 5.1-7)

“A água roubada é doce, e o pão que se come escondido é saboroso! Mas eles nem imaginam que ali estão os mortos, que os seus convidados estão nas profundezas do inferno.” (Provérbios 9.17 e 18)

 “Felizes os que lavam as suas vestes, e assim têm direito à arvore da vida e podem entrar na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais (PORNEIA), os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.” (Apocalipse 22.14,15)

As pessoas que não aceitam a Palavra de Deus (os seus mandamentos) como verdade e preferem seguir os seus próprios caminhos morais, se enquadram no texto de Romanos 1.24-32: “Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si. Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação (PORNEIA). Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam.”

Um comentário:

Obrigado por seu comentário. Breve iremos analisá-lo com todo carinho. Que Deus lhe abençoe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...