sábado, 18 de fevereiro de 2017

666 A MARCA DA BESTA. ENTRE A BÍBLIA E AS SUPERSTIÇÕES




Meu sincero desejo com essa humilde análise exegética é expor a verdade e refutar erros comuns ligados à marca da besta. Deixo registrado que de modo algum pretendo ser prepotente ou tratar o assunto com leviandade - ainda que não seja exaustivamente abordado neste momento. Precisamos, de acordo com o Espírito Santo, entender o que significa - ou ao menos dar bons apontamentos do que não significa - o número seiscentos e sessenta e seis na Bíblia Sagrada. Para isso, comecemos com as seguintes proposições.


Em primeiro lugar, o número seiscentos e sessenta e seis - 666 - aparece somente quatro vezes em toda a Bíblia (Esdras 2.13, 2 Crônicas 9.13, 1 Reis 10.14 e Apocalipse 13.18). Em segundo lugar, das quatro vezes em que é mencionado, somente em Apocalipse é que este número é ligado à besta. Na passagem de 1 Reis, por exemplo, lemos: "E o peso do ouro que se trazia a Salomão cada ano era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro". Certamente que seria completa insanidade ligar Salomão à besta ou dizer que todo aquele ouro era amaldiçoado simplesmente porque a contagem numérica chegou àquele patamar. Desta forma, precisa estar fixo em nossa mente que o número 666, por si só, não representa coisa alguma se não estiver ligado à besta - uma casa com este número, um quarto de hotel ou uma conta para se pagar com esta quantia, de forma alguma indica que determinada pessoa é amaldiçoada e que não tem parte com Deus. Então logo de início rejeitemos toda superstição ligada ao 666.

A passagem principal na Bíblia que menciona a “marca da besta” é Apocalipse 13:15-18 . Outras referências podem ser encontradas em Apocalipse 14:9, 11, 15:2, 16:2, 19:20, e 20:04 . Esta marca age como um selo para os seguidores do anticristo e do falso profeta.

O falso profeta (a segunda besta) é aquele que se encarrega das pessoas serem marcadas. A marca é literalmente colocada na mão ou na testa e não é simplesmente um cartão que alguém carrega.
Os recentes avanços em tecnologias de chip de implante médico e RFID têm aumentado a especulação sobre a marca da besta mencionada em Apocalipse capítulo 13. É possível que a tecnologia que estamos vendo hoje represente os estágios iniciais do que pode, eventualmente, ser usado como a marca da besta.

É importante entender que um chip médico implantado não pode ser a marca da besta. A marca da besta será algo dado apenas para aqueles que adoram o Anticristo. Ter um microchip médico, financeiro ou de localização inserido na sua mão direita ou na testa não é um ato de adoração ao Anticristo. A marca da besta será uma identificação no final dos tempos exigida pelo anticristo, a fim de comprar ou vender, e será dado apenas para aqueles que adoram o Anticristo.

Especialistas do Apocalipse divergem muito quanto à natureza exata da marca da besta. Além da do chip, outras especulações incluem um cartão de identificação , um microchip , um código de barras que é tatuado na pele, ou simplesmente uma marca que identifica alguém como sendo fiel ao reino do Anticristo. Em outras palavras, qualquer uma dessas coisas são possíveis, mas ao mesmo tempo são todas especulações. Não devemos gastar muito tempo especulando sobre os detalhes precisos.

O significado do 666 é um mistério também. Alguns têm especulado quanto a datas. No entanto, em Apocalipse capítulo 13, o número 666 identifica uma pessoa, não uma data. Apocalipse 13:18 nos diz: “Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento , calcule o número da besta , pois é número de homem. O seu número é 666. “De alguma forma , o número 666 vai identificar o Anticristo. Durante séculos, intérpretes da Bíblia têm tentado identificar certos indivíduos com 666. Nada é conclusivo. É por isso que Apocalipse 13:18 diz que o número requer sabedoria. Quando o Anticristo é revelado (II Tessalonicenses 2:3-4), ficará claro quem ele é e como o número 666 o identifica.

Quanto ao sinal da Besta, não precisamos nos preocupar com isso. Por quê? Porque a Igreja não o receberá em hipótese alguma! Esse sinal não é um chip. Trata-se, na verdade, de uma marca para aqueles que, não tendo sido arrebatados pelo Senhor Jesus, escolherão, conscientemente, adorar a Besta (Anticristo). Eles serão convencidos pela segunda Besta, o Falso Profeta, de que o Anticristo é o “salvador do mundo”.

Segue-se que o sinal do Anticristo é uma marca, não revelada nas Escrituras, que separará os seguidores da Besta como adoradores conscientes desse preposto de Satanás. Graças a Deus, os salvos já estão marcados pelo sangue do Cordeiro e serão arrebatados antes da manifestação do Homem do pecado! Por que, então, precisamos nos preocupar com o sinal da Besta?

Esta é uma preocupação que evidentemente arderá nos corações daqueles que por não terem sido arrebatados pelas mais diversas razões, procurarão aceitar a Jesus Cristo, mas terão que pagar com a própria vida, rejeitando o império de Satanás.

Que Deus nos abençoe e que nós tenhamos, acima de tudo, a preocupação de andarmos nos caminhos do Senhor, para que tal experiência não se evidencie em nossas vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Breve iremos analisá-lo com todo carinho. Que Deus lhe abençoe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...